skip to Main Content

 

Considerando que Desenvolvimento Sustentável é o “desenvolvimento que satisfaz as necessidades do presente sem comprometer a capacidade das gerações futuras satisfazerem suas próprias necessidades.” – Relatório Brundtland, de 1987.

Considerando que a Educação para o desenvolvimento sustentável (EDS) é a prática de utilizar a educação para a mobilização voltada à sustentabilidade, por meio do empoderamento de cada ser humano, de modo que possa adquirir os conhecimentos, habilidades, atitudes e valores necessários à criação de um futuro sustentável (baseado no Relatório da Unesco 2012 sobre a década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável 2005 – 2014).

Considerando que a missão da Escola Santi é formar pessoas capazes de atuar com consciência, autonomia, responsabilidade e respeito à diversidade humana e à natureza, a partir da aprendizagem de conceitos, atitudes e procedimentos, numa perspectiva colaborativa, sustentável e de transformação social.

Considerando que a Escola Santi acredita que o desenvolvimento sustentável está relacionado à sociedade, ao meio ambiente e à economia, organizamos as nossas iniciativas em um só projeto que pretende ampliar cada vez mais suas ações, visando contribuir com uma educação para o desenvolvimento sustentável.

Conheça ações realizadas nos últimos anos, vinculadas ao SantiSustentável.

Ambiental

Consciência, responsabilidade, respeito à natureza e sustentabilidade, são conceitos que integram a missão da Escola Santi. Confira abaixo as iniciativas do SantiSustentável relacionadas ao meio ambiente – reciclagem, reutilização, uso consciente de recursos, tais como:
  • Implementação de um canecário na sala dos professores para reduzir o consumo de copos plásticos.
  • Uso de cisterna que captura a água da chuva para limpeza dos espaços e rega das plantas, reduxindo assim o consumo de água.
  • Campanhas de arrecadação de materiais recicláveis/sucata para confecção, junto com os alunos, de brinquedos e instrumentos musicais sustentáveis, além de produções de arte.
  • Separação de lixo reciclável e não reciclável.
  • Separação e envio de pilhas para reciclagem.
  • Configuração de todas as impressoras para impressão frente e verso e modo rascunho.
  • Utilização de papéis usados para blocos de recados.
  • Substituição gradativa do uso de papel por meios eletrônicos.
  • Plano de ação decorrente do planejamento estratégico 2021 visando repensar as práticas relacionadas a: consumo de água, energia elétrica, geração e descarte de lixo, uso de papel e infraestrutura sustentável.

ReciclaSanti

O ReciclaSanti é uma ação realizada pela Escola Santi em conjunto com a ONG Recicleiros, para proporcionar uma melhor gestão dos resíduos sólidos gerados no dia a dia da escola.

O projeto se concretiza em três frentes:

1- A destinação do lixo orgânico a uma composteira, que irá gerar adubo para as plantas e jardins da escola;

2- A separação do lixo não-orgânico entre reciclável e não-reciclável, seguindo as orientações dadas pela ONG, para otimizar a triagem feita pela cooperativa e aumentar a quantidade de material efetivamente reciclado;

3- A conscientização de alunos, pais, equipe e comunidade Santi para a necessidade de reciclar o lixo e a forma correta de fazê-lo através de uma campanha, cartazes e slogans, que irão gradualmente reforçar essas ideias e formar indivíduos mais conscientes e que levem essas práticas para além dos muros da escola.

Santi para Todos

Objetivo

O Santi para Todos é uma ação que tem como objetivo a realização de cursos e palestras gratuitas para professores, principalmente da escola pública, a partir do compartilhamento de experiências de trabalho realizadas na Santi, já consolidadas e avaliadas como práticas de qualidade, e/ou buscando profissionais de referência para compartilhar suas pesquisas. Abrir a escola – sua prática e seu espaço – para todos, ampliando assim a atuação da Escola Santi para a comunidade.

Também visa possibilitar que os educadores que trabalham na Escola Santi trabalhem como formadores da rede pública, contribuindo assim para o seu desenvolvimento profissional e pessoal.

 

Justificativa

A missão da Escola Santi é formar pessoas capazes de atuar com consciência, autonomia, responsabilidade e respeito à diversidade humana e à natureza, a partir da aprendizagem de conceitos, atitudes e procedimentos, numa perspectiva colaborativa, sustentável e de transformação social. Em 2007, sua equipe de gestão definiu como visão de futuro para 2014 “ser uma escola de referência, tanto para pais quanto para especialistas, reconhecida como atual e dinâmica pelo trabalho na formação de seus professores e pela garantia da aprendizagem de seus alunos”. Em 2009, a equipe de funcionários, junto com a direção e conselho, estabeleceu que o tema “projeto social” deveria constar no planejamento estratégico dos anos seguintes.

Alinhado com todos os objetivos anteriores, o projeto “Santi para Todos” é uma ação que visa ampliar a atuação da Escola Santi e de seus profissionais, com o intuito de contribuir para a melhoria da qualidade da educação brasileira, em especial das escolas públicas localizadas, principalmente, no distrito da Vila Mariana.

 

Cursos 2016:

A partir deste ano, nossa equipe leva as formações até as escolas públicas de São Paulo ao invés de elas acontecerem na Santi, e professores voluntários da nossa equipe também participam do grupo de formadores do Santi para Todos junto com os coordenadores e diretores!

 

C.E.I. 9 de julho: Organização do Tempo na Educação Infantil – Modalidades Organizativas
Formadoras: Emiliam Cunha, Priscilla Prudêncio e Rebeca Castiglione

 

EMEI Professora Carolina Ribeiro: Jogos e o Ensino da Matemática
Formadoras: Carolina Cherubini e Roberta Mráz

 

C.E.I 9 de julho – Modalidades Organizativas e a Arte na Infância
Formadoras: Emiliam Cunha e Carolina Bortoletto

 

C.E.I Espaço da Criança III, em Pirituba – Rotina, Autoridade e Sensibilização e Criança e Natureza
Formadoras – Maria Augusta Meneghelo, Luana Marra e Roberta Mráz

 

EMEI Isabel Colombo – Práticas Organizativas
Formadoras – Priscilla Prudêncio e Rebeca Castiglione

 

Cursos realizados anteriormente:

 

C01 – Jogar para aprender matemática na Educação Infantil

Formadoras: Marta Durante e Dami Cunha

C02 – Produção de textos – reescrita

Formadoras: Marta Durante e Elaine Ruiz

Palestra com Telma Weisz – A Aprendizagem do Sistema de Escrita: Questões Teóricas e Didáticas

C03 – Produção textual: planejar para produzir

Formadoras: Marta Durante e Elaine Ruiz

C04 – Arte contemporânea e a arte das crianças: propostas didática dos 2 ao 6 anos

Formadoras: Marta Durante e Dami Cunha

Projeto Rede Vagalume

O QUE É?

Uma rede de educadores, adolescentes, escolas e ONGs da cidade de São Paulo e de comunidades rurais da Amazônia Legal brasileira, mediada pela Vagalume, organização sem fins lucrativos fundada em 2001, que desenvolve projetos de educação, cultura e meio ambiente por meio do trabalho voluntário em 23 municípios naquela região.

O programa promove a educação para o desenvolvimento sustentável por meio de um intercâmbio cultural entre meninos e meninas, educadores e educadoras, que vivem, de um lado, em comunidades ribeirinhas, quilombos, comunidades indígenas, terras agrícolas e assentamentos rurais; e de outro, em bairros altamente urbanizados, rodeados por parques e rios onde não se pode nadar, e nas periferias da cidade grande.

 

COMO FUNCIONA?

Sob a coordenação da professora Vanessa Correia, em parceria com a equipe da Associação Vagalume, os alunos participantes do programa se reúnem semanalmente para realizar oficinas com o objetivo de refletir sobre temas relacionados a identidade e meio ambiente, além de produzir materiais que ilustrem as discussões e conclusões, e planejar ações que envolvam a comunidade escolar nestas reflexões.

Enquanto isso, alunos de uma escola parceira na Amazônia Legal farão o mesmo, sob coordenação de um educador local responsável. Periodicamente, com datas já estabelecidas pelo programa, haverá uma troca de informações, trabalhos e reflexões entre os dois grupos, com o intuito de proporcionar a ampliação do olhar dos adolescentes participantes para a complexidade da realidade brasileira, suas diversas culturas e as relações com o meio ambiente.

A escola parceira da Santi em 2013 foi a Escola Municipal Boa Vista, localizada na zona rural do município de Ponte Alta do Tocantins, TO.

Em 2014, trocamos informações com a U. I. José Serejo de Carvalho, localizada na comunidade de Atins, que fica em Barreirinhas, no Maranhão.

Em 2015, nos correspondemos com a Comunidade Afroamazônida Murumuru, localizada em Santarém, no Pará.

Em 2016, nosso par de troca foi a Comunidade 22 de dezembro, localizada em Ouro Preto do Oeste, em Rondônia. Confira fotos da produção de um dos trabalhos que enviamos para eles, contando como é a vida de um jovem em São Paulo.

Em 2017, as trocas estão sendo feitas com a escola Paulo Freire, de Castanhal, no Pará. Uma representante da escola veio visitar a Santi e contou para os alunos um pouco sobre a cultura da região. Confira as fotos.

Em 2018, iremos nos corresponder com a comunidade de Campina de São Benedito, no Amapá. Representantes da comunidade parceira estiveram na Santi para conhecer a escola e conversar com nossos alunos. Confira as fotos.

 

QUANDO COMEÇA?

O Projeto Vagalume acontece de fevereiro a novembro, às terças-feiras, das 14h às 15h, no Espaço Conexão Santi.

 

NOVIDADES

Projeto Santi na Praça

Antigo Transform+ação, o curso foi remodelado para que os participantes realizem projetos que eles mesmos criam para melhorar as praças do bairro do Paraíso. Os encontros, que acontecem no Espaço Conexão Santi, visam empoderar os jovens na realização de ações idealizadas e planejadas por meio de debates, elaboração de projetos, captação de recursos, comunicação com a comunidade e outros caminhos determinados pelo grupo.

 

Desde 2016, o foco dos alunos participantes do projeto foi revitalizar e ocupar a praça em frente à igreja Santíssimo Sacramento. Eles plantaram novas mudas e criaram uma horta no espaço. Confira aqui e aqui um pouco mais sobre as intervenções deles na praça!

 

 Em 2017, o trabalho continuou. Os alunos formaram parcerias com os estabelecimentos comerciais locais, que também passaram a se empenhar na conservação da praça. Além de continuarem os trabalhos do ano passado, eles também visitaram a prefeitura regional e conseguiram apoio para a realização de um mutirão de revitalização da Praça. Clique aqui, confirme sua presença e venha nos ajudar no dia 24/06!

 

Expandindo suas parcerias também para o espaço escolar, as turmas do 4º ano realizaram intervenções artísticas na praça, conscientizando as pessoas sobre a preservação daquele espaço e tornando-o um lugar agradável e intrigante para se passear. Confira aquiaqui e aquias fotos dessas intervenções!

 

Santi de Portas Abertas

O que é?

 

O Santi de Portas Abertas é um evento vinculado ao SantiSustentável, cuja organização e realização acontecem de forma colaborativa e voluntária por pessoas da Comunidade Santi: pais, equipe, alunos, amigos e convidados. São eventos feitos pela comunidade e não apenas para a comunidade.

 

Até agora já foram realizadas 4 edições do evento, sendo elas:

 

 

1º Santi de Portas Abertas – Água, Uso Consciente

Esse evento abriu as portas para todos que quisessem ouvir, compartilhar, pensar, aprender e fazer ações para o uso consciente da água. Debate sobre crise hídrica x crise de abastecimento, oficinas para a construção de cisternas caseiras e armadilhas para o mosquito da dengue, jogos que tinham como tema formas de economizar água e muito mais fizeram parte do evento.

  • Saiba mais sobre o evento nesse texto para o Blog do Estadão.
  • Confira as fotos do evento no Flickr.

 

2º Santi de Portas Abertas – Feiras de Troca Simultâneas

Inspirado pelo tema “Menos consumo e mais reaproveitamento”, o 2° Santi de Portas Abertas reuniu 3 feiras de troca simultâneas, em diferentes espaços da escola: materiais didáticos, livros de literatura e uniformes.

  • Saiba mais sobre o evento nesse texto para o Blog do Estadão.
  • Confira as fotos do evento no Flickr.

 

 

3º Santi de Portas Abertas – Conectando ideias e iniciativas para um mundo melhor

Ações transformadoras que visam à melhoria do mundo e o envolvimento das pessoas em pequenos e grandes projetos que contribuem para a sociedade estão se multiplicando! Abrimos as portas da Santi para um sábado de trocas de experiências: pais, parceiros e convidados. Um espaço com stands em que cada um pôde contar sobre a sua iniciativa, fazer conexões, inspirar e gerar novas ideias. Reunimos iniciativas relacionadas a diversos temas e ações – meio ambiente, educação, alimentação saudável, autoconhecimento, inovação social, mobilidade urbana, inclusão social e muito mais.

Além disso, o evento também contou com oficinas da Mundo Maker, que além de ajudar as pessoas a se apropriarem da tecnologia e desenvolverem seu potencial criativo e empreendedor, realizou a construção de um sistema de irrigação inteligente para a escola, que acptura água da chuva para regar as plantas do Espaço Livre.

Santi de Portas Abertas 2017 – Conectando Ideias e Iniciativas para um Mundo Melhor
Seguindo a mesma proposta do evento anterior, o Santi de Portas Abertas 2017 reuniu mais de 40 iniciativas para um mundo melhor, relacionadas aos mais diversos temas – meio ambiente, educação, alimentação saudável, autoconhecimento, inovação social, mobilidade urbana, inclusão social e muito mais.
Além dos estandes, o evento também contou com trocas de uniformes, livros de literatura e brinquedos, diversas oficinas como a de compostagem e a de pães saudáveis, corte de cabelo para doação e apresentação da banda Brasileiros. Os alunos do SantiSustentável (Napraça, SantiVoluntários e Rede Vagalume) também apresentaram os seus projetos e conquistas para a comunidade.

Santi de Portas Abertas 2018 – Conectando Ideias e Iniciativas para um Mundo Melhor

O Santi de Portas Abertas de 2018 proporcionou, mais uma vez, um espaço rico em trocas e experiências dentro da escola. Alunos, pais, familiares e expositores puderam conhecer projetos inovadores, como iniciativas sociais, educacionais e ambientais, dos mais diversos matizes.

Fora da quadra, os convidados eram convidados a participar de atividades coletivas. Para além das tradicionais iniciativas de troca de uniformes, de livros de literatura e de brinquedos, em 2018 também se encontraram para trocar figurinhas da Copa, cantar e dançar com uma apresentação musical, praticar Yoga e aprender mais sobre compostagem.

  • Confira as fotos do evento no Flickr.
  • Confira aqui a lista de todos os projetos que fizeram parte desse evento.

Congresso ICLOC

O ICLOC – Instituto Cultural Lourenço Castanho – é um espaço aberto para debates sobre as melhores idéias e práticas com o sentido de aprimorar o ensino no Brasil. Anualmente, é organizado o Congresso ICLOC, onde professores das redes pública e privada de ensino apresentam e aprendem as mais diversas práticas para a sala de aula em todos os âmbitos da educação. O evento é gratuito e tanto os apresentadores quanto os mediadores que organizam o evento são todos voluntários.

A Santi é uma das escolas organizadoras e patrocinadoras do Congresso e tem orgulho de estar lá em todas as edições, com nossa equipe apresentando, mediando, assistindo, aprendendo e contribuindo para a educação do nosso país.

Em 2017, no IX Congresso ICLOC, tivemos 13 professores da Santi apresentando suas práticas inovadoras na sala de aula. Saiba mais sobre o que aconteceu no Congresso através do site do ICLOC.

Confira mais fotos no nosso Facebook.

 

ICLOC Jovem

Em 2015, a Santi também fez parte da 1ª edição do ICLOC Jovem, um evento que reuniu alunos de escolas públicas e particulares compartilhando projetos e saberes com colegas, pais, professores e todos aqueles que se interessam pela educação no Brasil. Nossos alunos apresentaram dois projetos que acontecem no Espaço Conexão Santi, o Transform+ação e a Rede Vagalume, acompanhados dos educadores Caio Dib e Lucas Monteiro, orientadores de cada um dos projetos.

Em 2016, participamos novamente do 2º ICLOC Jovem, apresentando o projeto Transform+ação.

Design Thinking de Inovação Social

Caso não consiga visualizar a imagem, clique aqui.

 

AÇÃO DE INOVAÇÃO SOCIAL NA COMUNIDADE REAL PARQUE

 

Nos dias 03 e 10/09, aconteceu na Santi o workshop Design Thinking de Inovação Social, planejado em parceria com representantes da Comunidade Real Parque e organizado da seguinte forma:

  • Um espaço de co-criação de soluções para problemas reais da comunidade;
  • Além dos participantes Santi, contamos também com participantes moradores da comunidade;
  • A renda arrecadada com as inscrições foi utilizada para compra de materiais para realização das ações propostas durante o curso;
  • O curso foi dividido entre uma parte teórica (no auditório da Escola Santi, dia 03/09) e uma parte prática (na comunidade Real Parque, dia 10/09).
  • Dentre as ações realizadas na comunidade, se destacam: Limpeza e pintura do escadão, revitalização do mirante e oficinas com crianças – horta, móveis de embalagem tetrapak e pintura de lixeiras.
Esta é uma iniciativa SantiSustentável, que visa promover ações sociais, ambientais e econômicas, com o objetivo de contribuir com uma educação para o desenvolvimento sustentável.

 

 FACILITADOR: Fabio Silveira, designer especialista em processos de inovação. Professor de Design Thinking do 9° ano da Escola Santi.
  • Confira texto do Blog do Estadão da Santi, escrito por nossa diretora pedagógica, Adriana Cury, sobre a experiência de realizar a intervenção junto à Comunidade Real Parque.
  • Confira mais fotos da ação no nosso Facebook.
Quer se juntar à próximas ações do SantiSustentável?
Escreva para santi@escolasanti.com.br!

 

Intercâmbio Social e Cultural

Quanto mais conhecemos e interagimos com o mundo ao nosso redor, mais nos tornamos capazes de transformá-lo num lugar melhor para todos. Pensando nisso, a Santi vem buscando mais e novas oportunidades de interação com a sociedade, de maneira geral, ampliando assim as ações do SantiSustentável.

 

Assim, em parceria com a Produtora Cultural Social A Banca, sediada no Distrito do Jardim Ângela e que esteve conosco no 3° Santi de Portas Abertas, realizamos um

 

Intercâmbio cultural e social na Associação Beneficente Arco

 

A proposta é levar pais e alunos da Santi para realizar uma experiência na Associação, localizada no Jardim Ângela (Rua Licinio Felini, 97- Chácara Flórida- São Paulo), com o intuito de promover a ampliação do olhar, vivência e atuação da nossa comunidade para além dos muros da escola. É uma vivência que busca gerar um duplo impacto social, promovendo o intercâmbio e integração entre pessoas de diferentes realidades.
Este projeto já é realizado há alguns anos e tem como parceiros instituições como a FGV, Escola da Vila e Colégio Equipe.

 

PROGRAMAÇÃO
  • Encontro na Santi às 7h20
  • Saída do(s) ônibus às 8h, pontualmente
  • Chegada à Associação, recepção e café da manhã
  • Apresentação da “A Banca”
  • Contextualização do Distrito do Jardim Ângela e da vida de superação dos moradores da região
  • Dinâmicas de integração com a comunidade
  • Visita a instalações importantes da comunidade, espaços de vivência e Associação Arco monitoradas por jovens anfitriões
  • Almoço
  • Reflexão e conversa sobre a experiência
  • Retorno e chegada à Escola Santi, prevista para 15h

 

Confira mais fotos do Intercâmbio no nosso Facebook!

 

SantiVoluntários

Esta é mais uma iniciativa do SantiSustentável e Conexão Santi, que visa ampliar as possibilidades da comunidade Santi, neste caso dos alunos, para o desenvolvimento de competências que qualificam as relações humanas e possibilitam que nos tornemos agentes de transformação social.
Com objetivo de proporcionar uma experiência de empreendedorismo e de impacto social para os nossos jovens, o SantiVoluntários é uma oportunidade de entrarem em contato com novas realidades e conectarem-se verdadeiramente com pessoas aparentemente muito diferentes e, ao mesmo tempo, tão iguais.

 

Além de experiências pontuais de voluntariado em instituições parceiras, sob orientação dos mediadores, até o final do ano, serão responsáveis por desenhar um projeto com começo, meio, fim e impacto social positivo para uma comunidade. O foco desse processo é o aprendizado lúdico sobre o empreendimento de um projeto próprio, por meio de um ciclo de reflexão, ação, confiança, autonomia e responsabilidade.

 

Em 2016, os alunos do 7° ao 9° ano que participaram do Grupo de Alunos SantiVoluntários realizaram uma ação social no Projeto OAT – Organização, Apoio e Trabalho, que atende jovens e adultos com deficiência intelectual, e que esteve conosco no 3° Santi de Portas Abertas. Esse projeto foi realizado sob a orientação da Adriana Cury (diretora geral da Santi) e da Sandra Durazzo (assessora pedagógica da Santi e diretora voluntária do Projeto Social OAT).

 

Em 2017, os mediadores do projeto são a Equipe Electi – Bruno Kibrit, Alexandre Lerman e Tiago Ciarallo – que estão proporcionando aos alunos uma experiência de empreendedorismo e de impacto social.

 

Durante a sua ação em conjunto com a OAT, os alunos tiveram a oportunidade de:

 

  • Conhecer dados sobre a deficiência – classificação, noção de apoios e dados numéricos brasileiros;
  • Conhecer o trabalho da OAT, projeto social da Comunidade Shalom, dedicado a inserir socialmente jovens e adultos com deficiência intelectual;
  • Conhecer o que é trabalho voluntário – responsabilidades, benefícios, quem faz e porque;
  • Reconhecer-se como agente de mudanças sociais.

Para 2016, os alunos participantes programaram diversas atividades para realizar com os jovens que frequentam a OAT, como brincadeiras em roda e uma oficina de artes. Confira mais fotos no nosso Facebook.

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Através do trabalho com a Electi, os alunos têm a oportunidade de entrar em contato com novas realidades e conectar-se verdadeiramente com pessoas aparentemente muito diferentes e, ao mesmo tempo, tão iguais. Além de experiências pontuais de voluntariado em instituições parceiras, sob orientação dos mediadores, também são responsáveis por desenhar um projeto com começo, meio, fim e impacto social positivo para uma comunidade. O foco desse processo é o aprendizado lúdico sobre o empreendimento de um projeto próprio, por meio de um ciclo de reflexão, ação, confiança, autonomia e responsabilidade.

No 1º semestre de 2017, os participantes visitaram a Casa de Repouso Vila Mariana, realizando ações e atividades planejadas e organizadas por eles com os idosos que lá residem. Confira mais fotos no Facebook.

Back To Top