skip to Main Content

Como é o ensino de Artes na Santi?

“A arte diz o indizível, exprime o inexprimível, traduz o intraduzível”. Leonardo da Vinci, um dos maiores gênios da história, traz nesta frase a característica mais importante da arte: a capacidade de trazer para a realidade tudo aquilo que é subjetivo. A linguagem artística nos ajuda a perceber o mundo que nos cerca e nos permite representar das mais diversas maneiras aquilo que sentimos. Por isso, desde 2016, o ensino de artes visuais, teatro e dança se tornaram obrigatórios na educação básica e tem ganhado ainda mais destaque desde a implantação da Base Nacional Comum Curricular.

Aqui na Santi, a Arte aparece de muitas maneiras no cotidiano da escola. Seja com música, artes visuais ou teatro, nossos professores desenvolvem diversos projetos que estimulam a reflexão, a prática artística e a pertinência diante de assuntos essenciais para a formação do ser humano, incentivando a colaboração, a empatia, a criatividade e o olhar sensível para o mundo. “As atividades são pensadas e desenvolvidas para propiciar um ambiente que desperte a observação e a crítica do mundo em que vivemos através da reflexão e prática artística explica Sandra Oliveira, professora de artes visuais do 2° ao 9° ano. Através de textos, apreciação, desenhos, argumentação, pintura e dramaturgia, os alunos desenvolvem a crítica e outras habilidades de comunicação que complementam sua formação e até mesmo contribuem para o aprendizado de outras disciplinas. “A Arte, além de ser uma área do conhecimento tão importante quanto as outras, ainda trabalha a expressão do pensar, a empatia e o sensível, qualidades essenciais para a formação de seres humanos preocupados com os outros seres humanos e com o futuro do planeta”, aponta Sandra.

Cada projeto é pensado de acordo com o desenvolvimento da faixa etária e a pertinência relacionada a aspectos específicos de cada sala, favorecendo a multidisciplinaridade, potencializando ainda mais o conhecimento e incentivando os alunos a assumirem o protagonismo. Nas aulas de Teatro comandadas pelo professor Rudson Duarte, por exemplo, os projetos são iniciados pelos professores, o restante das etapas é escolhido de forma conjunta com as turmas, que orientadas pelo professor, desenvolvem autonomamente o material final. “O teatro possibilita uma nova apreensão estética e sensível tantos das relações intrapessoais, quanto atua no desenvolvimento das comunicações das crianças…”, explica Rudson, “…ele, por princípio, entende a empatia e o comprometimento com o outro, assim como gera um empenho físico e emocional na atuação do indivíduo dentro ou fora do palco”.  De acordo com Sandra Oliveira, oferecer espaços para as crianças se expressarem e entrarem em contato com as mais diferentes formas de representação é essencial para construir uma aprendizagem mais significativa. “As crianças nessa faixa etária têm sede de conhecimento, muita energia e prontidão para aprender novos conceitos. Elas amam arte e precisam desse espaço para se conectarem com a sua essência e com o mundo”, finaliza a professora.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top