skip to Main Content

Como podemos viver fora da Terra?

Os alunos do 7º da Escola Santi – localizada no bairro do Paraíso – estão pesquisando dentro da área de Astronomia, a temática de como os seres humanos poderiam viver fora da Terra. Tal fato, potencializado pelas recentes conquistas da ciência nesta área, a qual cada vez mais rápido saímos de um cenário de ficção científica e tornamos real, com a presença humana, seja fisicamente ou por meio de veículos e sondas não tripuladas e controladas remotamente, despertou nos alunos a vontade de entender como que poderíamos viver fora da Terra.

Tal evento fica mais claro se considerarmos que ambientalmente, nosso planeta está em um momento de queda da conservação dos nossos recursos vitais, que são finitos.

Dado ao exposto, torna-se inevitável tal projeto, em que os alunos consigam refletir sobre a existência e perpetuação da espécie humana e de outras espécies de seres vivos, que vivem em conjunto e garantem a sobrevivência um do outro, em um outro local.

Dentro de várias problemáticas, os alunos pesquisam como os seres podem se adaptar aos ambientes mais variados e extremos, e como o ser humano, por experiências já vivenciadas, podem também manipular e mudar esses ambientes fora da Terra.

Os estudantes estabelecem relações, além das Ciências Naturais, na concepção de Astronomia, Biologia, Química e Física, como também no contexto de Geografia, na questão de exploração de recursos minerais tão necessários para a nossa sobrevivência e que podem provocar uma segunda expansão territorial, agora não mais vivida por navegações em mares, mas sim por navegações espaciais, onde sem nenhum tipo de regulamentação e leis, podemos ter agravadas as tantas desigualdades já vivenciadas em nosso planeta, além do conteúdo de Língua Portuguesa, ao ficarem imersos em obras do gênero de ficção científica, como instrumentalização para debates de eventos que se tornaram reais nos últimos anos.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top