skip to Main Content

EX-ALUNA: Maurine Cardoso

Nome: Maurine Carvalho Engholm Cardoso

Ano de formação na Santi: 2001

Onde fez o ensino médio: Colégio Bandeirantes

Faculdade: Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP)

Profissão: Relações Públicas, responsável pela área de comunicação da empresa Kallas, construtora e incorporadora

Lembranças da Santi: Lembranças dos meus anos de Santo Inácio, hoje Santi, não me faltam. Afinal, foram 12 anos da minha vida que passei na escola. Ela influenciou no meu crescimento como pessoa, na formação dos meus valores e na criaçãodas minhas amizades. A Santi, assim como seus professores, me ajudou a descobrir e desenvolver algumas de minhas habilidades e talentos. Como grande parte dos alunos do professor Orlando, criei uma paixão pelo vôlei, esporte que me ensinou não só como ganhar e perder, mas também como é importante confiar no outro para que possamos juntos fazer um trabalho bem feito.

Escolha profissional: Eu acho que a escola foi fundamental na minha escolha profissional. Crescendo em um ambiente amigável e onde todos eram muito próximos, eu desenvolvi a habilidade e a vontade de lidar com pessoas. Pensar sempre no próximo e conseguir analisar um problema sob todas as perspectivas foram coisas que aprendi com a atmosfera familiar da Santi. O fato de que sempre tivemos liberdade para procurar as diretoras e coordenadoras da escola me fizeram hoje prezar por uma comunicação multilateral na empresa em que trabalho. Na época eu não tinha ideia da importância que isso teria na minha vida, mas conviver diariamente com todos os alunos e funcionários da escola, de serventes a secretárias, professores e diretoras, sem fazer diferenciações é uma das qualidades que mais prezo no meu dia a dia.

Planos futuros: Eu acabo de montar o departamento de comunicação da Kallas, construtora e incorporadora. Pretendo me estabelecer na empresa e contribuir para o crescimento do departamento.

Uma dica para os alunos da Santi: Aproveitem ao máximo todos os dias em que estiverem na escola. Não digo só as aulas e o conhecimento dos professores, mas o horário de entrada, de saída, o intervalo, as festinhas… Esse ambiente acolhedor e amigável é algo que fará falta no futuro. É tão gostoso não ser mais um no meio de um monte de gente. É tão gostoso quando todos te recebem pelo nome, com um sorriso no rosto e o carinho típico da Santi. Quem tiver a chance de entrar para o time de vôlei, não perca nenhum jogo, vá de carona com os pais dos amigos e não deixe de comemorar todas as vitórias. Lembrem-se, a Santi não é como nenhuma outra escola que conhecemos. Aproveitem essa chance!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top