skip to Main Content

Estudo de campo do 6° ano na USP

Na atual saída de campo, os alunos dos 6ºs anos se voltaram para a cidade universitária da USP para investigar peças do seu quebra-cabeças sobre o Projeto Rios Ocultos.
Para tal, delimitaram as investigações no Instituto Butantan e no setor de Geografia da Universidade.
No Instituto Butantan ao aprofundarem seus conhecimentos sobre a fauna de Anfíbios e Répteis perceberam o quanto elas são importantes para o equilíbrio ecológico, do qual dependem outros animais e plantas, tendo relação intrínseca com a manutenção de áreas de nascentes de rios e matas ciliares, sendo uma das peças restantes do quebra-cabeça. Também perceberam a importância do Instituto Butantan para a fundação da USP e de pesquisas com estes animais, desmistificando o filtro negativo que muitas vezes carregam com a população. Bem como verificaram a importante relação que o Instituto Butantan tem com o que foi investigado no estudo do meio de Santos, relacionado com os canais e a Peste.
Já no setor de Geografia puderam encontrar mais uma peça do quebra-cabeça, ao ver que na própria USP houve alteração artificial do rio Pinheiros que anteriormente adentrava na Fazenda do Butantan (atual cidade universitária da USP), sendo que ainda apresentava resquícios desta passagem do rio, bem como puderam checar pesquisas que são desenvolvidas com as problemáticas causadas pela urbanização dos rios.
Além do fato de terem tido contato com o mundo acadêmico, repleto de ricas possibilidades de conhecimento para estes alunos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top